top of page
  • Foto do escritorOpusflex

Quais os benefícios de uma "standind desk", as famosas mesas com regulagem de altura?

Uma das coisas que diferencia a espécie humana, dos nossos "primos macacos", e a nossa preferência pela posição ereta. Tal diferenciação, nos possibilitou um melhor uso das mãos, que ao deixarem de serem utilizadas para apoio e locomoção, foram empregadas em tarefas "mais finas", proporcionando inúmeras melhorias para a nossa espécie.





No entanto, com o avanço tecnológico, o "homo", antes "erectus", agora "sapiens", caminha para o "sentadum", visto que atualmente, a maior parte das atividades são exercidas sentado. Sejam elas de escritório, deslocamento, lazer e até mesmo manufatureiras. Cada vez mais, o ser humano exerce suas atividades, na posição sentada.


O fato é que do ponto de vista evolutivo, nossa espécie ainda não está plenamente adaptada para nenhuma dessas duas posições (em pé e sentado). Por isso, estudiosos defendem que a alternância entre as duas posições, bem como a movimentação em intervalos regulares, é o mais indicado, para minimizar problemas de saúde causados pelo sedentarismo das atividades modernas. Afinal, se antes a sobrevivência dependia de movimentar-se para caçar e coletar frutos, hoje, a sobrevivência (em nossos empregos) depende da capacidade de permanecermos imóveis e concentrados a maior parte do tempo.


Com tais questões de saúde colocadas à mesa (perdão pelo trocadilho), foram desenvolvidas mesas para escritório (ainda sem um nome "descolado" aqui no Brasil), conhecidas como "standing desks", ou também, "stand-up tables", como a solução para alternarmos entre a posição sentado e em pé.


Graças ao ajuste de altura, que vai desde uma mesa "normal" (para uso com cadeiras), até uma altura maior (para uso em pé), este tipo de mesa (quando dotada de ajuste milimétrico da altura do tampo), também permite que pessoas "não contempladas" pela altura "padrão", possam (juntamente com o ajuste da cadeira), adequar à mesa ao seu biotipo (acima ou abaixo da média).


Mas afinal, este tipo de mesa, realmente traz algum benefício para saúde?


Para responder esta pergunta, separei alguns estudos, e condensei nesse post os benefícios de se utilizar "standing tables".





O fato é que ficar muito tempo sentado, é ruim para a saúde. Estudos indicam que pessoas que permanecem muito tempo sentadas todos os dias, tem o risco aumentado de diabetes, doenças cardíacas e morte precoce. Além disso, permanecer sentado favorece o ganho de peso. Este é um grande problema para as pessoas que trabalham em escritório, visto que permanecem a maior parte do tempo nessa posição. Com as mesas dotadas de ajuste de altura, é possível alternar entre as duas posturas, através de um acionamento (manual, elétrico ou pneumático) que ajusta a altura da mesa, sem a necessidade de retirar os seus pertences dela.





Embora as pesquisas ainda estejam em estado inicial, o uso de mesas com ajuste de altura, traz benefícios impressionantes para a saúde, bem como aumento de produtividade.


TRABALHAR EM PÉ, AJUDA NA REDUÇÃO DE PESO?


Trabalhando em pé, mesmo que sem se deslocar por grandes distâncias, consome uma quantidade maior de calorias, quando comparado a permanecer sentado. O que é uma ótima notícia para quem está buscando perder peso, afinal de contas, nessa "batalha", cada caloria (perdida) é bem vinda, e se podemos fazer isso enquanto estamos trabalhando, melhor ainda, não é mesmo.


Embora exercícios físicos, ainda sejam a forma mais eficaz de queimar calorias rapidamente, simplesmente escolher ficar em pé, em detrimento de sentar, também pode ser benéfico.


USAR UMA "STANDING DESK" REDUZ OS NÍVEIS DE AÇÚCAR NO SANGUE




De modo geral, os níveis de açúcar no sangue, dependendo do tipo de alimento que consumimos, aumentam logo após as refeições. Carboidratos simples, e de fácil digestão, chegam mais rapidamente na corrente sanguínea, sobrecarregando nosso organismo. Esses picos de açúcar, são especialmente problemáticos para indivíduos que possuem diabetes do tipo 2, que apresentam resistência na produção de insulina.


Um pequeno estudo, com trabalhadores de escritório, constatou que ficar em pé 180 minutos após o almoço, reduziu em 43% os picos de insulina no sangue, em comparação às pessoas que ficaram sentadas, pela mesma quantidade de tempo.


Outro estudo, constatou que alternar entre a posição em pé e sentado a cada 30 minutos durante a jornada de trabalho, reduziu os picos de açúcar no sangue em 11%.

Os efeitos nocivos de sentar-se após as refeições, ajudam a explicar porque o sedentarismo está ligado à um maior risco de diabetes tipo 2.


FICAR EM PÉ, REDUZ O RISCO CARDÍACO


A ideia de que trabalhar em pé e melhor para a saúde do coração, foi proposta pela primeira vez em 1953. Um estudo descobriu que condutores de bonde (que trabalhavam em pé), tinham o risco de morte, relacionadas a doenças cardíacas, 50% menor, do que seus colegas motoristas de ônibus, que trabalhavam sentados.


Ficar o dia todo sentado, é tão prejudicial para o coração, que mesmo uma hora de exercícios intensos, pode não compensar o dia inteiro sentado. Assim sendo, não há dúvida de que passar mais tempo em pé, é benéfico para a saúde do coração.


STANDING DESKS PODEM REDUZIR AS DORES NAS COSTAS




Dor nas costas, é uma das queixas mais comuns, entre as pessoas que trabalham em escritório.


Um estudo publicado pelo CDC nos Estados Unidos, observou que um grupo de pessoas, que apresentavam queixas regulares de dores nas costas e pescoço, percebeu uma redução de 54% dessas dores, após utilizarem standing desks por 4 semanas seguidas.


Este resultado deve-se basicamente à alternância de postura, que evita a sobrecarga em partes específicas da coluna cervical. Além disso, ficar em pé, ajuda no fortalecimento da musculatura que dá suporte a coluna na parte inferior das costas. Este mesmo estudo, constatou que alternar entre a posição em pé e sentado, nos deixa mais propensos a assumir "posturas melhores" quando sentados. Afinal de contas, quem aqui já não se pegou "todo torto" na cadeira, ao final de um longo expediente?


Mas vale lembrar, que tudo precisa estar corretamente ajustado também para se trabalhar em pé. Afinal de contas, uma mesa mais baixa do que deveria estar, pode nos fazer "curvar" excessivamente o pescoço, ou colocar nosso cotovelos em um ângulo incorreto, piorando a situação.





É neste momento que uma boa mesa com regulagem de altura se faz necessária, pois ela permite o ajuste milimétrico da altura do tampo.


STANDING DESKS AJUDAM A AUMENTAR OS NOSSOS NÍVEIS DE ENERGIA E DISPOSIÇÃO PARA O TRABALHO




As "standing desks", parecem ter influência positiva no nosso bem estar.


Apesar de pensarmos que estamos mais relaxados quando sentados, a verdade é que quando ficamos em pé, somos mais propensos a realizar pequenos e consistentes movimentos ao longo do dia, esticando mais os músculos e articulações, que por sua vez vai nos "livrando" de pequenas fadigas, que tendemos a acumular ao longo do dia.


Em um estudo, participantes que usavam essas mesas, relataram menos fadiga e estresse, do que aqueles que permaneciam sentados durante todo o dia de trabalho. Além disso, 87% dos que trabalhavam em pé, relataram um aumento do vigor e da energia ao longo do dia.


Ao retornar às suas antigas mesas, os humores retornaram aos seus níveis originais.


Esses estudos corroboram com outras pesquisas mais amplas sobre saúde mental, que associam o sedentarismo a um risco maior de depressão e ansiedade.


Aliás, nós mesmos podemos fazer um rápido experimento que funciona da seguinte forma:


Experimente almoçar uma bela feijoada na quarta-feira, depois, observe como será a sua tarde de trabalho sentado o restante do dia. Perceba, o quanto a concentração fica difícil, enquanto o corpo está no "modo digestão", bem como, qual o seu nível de energia e disposição para trabalhar. Na semana seguinte, faça este mesmo experimento, porem permanecendo em pé, na parte da tarde.


Quando permanecemos em pé, a sensação de sonolência é menos perceptível, a medida que o nosso corpo permanece mais ativo. O que nos ajuda a ficar mais focado e concentrado.


STANDING DESKS PODEM AUMENTAR A NOSSA PRODUTIVIDADE




Uma preocupação muito comum, entre aqueles que pensam em adotar as "standing desks", é que elas dificultam atividades diárias como digitar.


É claro que trabalhar em pé, leva um tempo para se acostumar, porem as mesas com ajuste de altura, quando adequadamente reguladas, não apresentam nenhum impacto nas tarefas típicas de escritório, como digitar, escrever, etc...


Um estudo com 60 indivíduos, demonstrou que trabalhar em pé durante 4 horas por dia, não teve impacto no número de caracteres digitados por minuto, nem nos erros de digitação.


Sem falar que como dissemos no tópico anterior, alternar entre ficar em pé e sentado, melhora o humor, logo, o que ocorre na verdade, é um aumento de produtividade.


STANDING DESKS PODEM NOS AJUDAR A VIVER MAIS


Já é de conhecimento geral, que as maiores causas de morte no Brasil, estão relacionadas à doenças cardíacas e diabetes. Logo podemos associar o uso de "standing desks" com mais tempo de vida.


Mas além dessa associação, diversos estudos descobriram que pessoas que permanecem mais tempo sentados, tem um risco 49% maior de morrer mais cedo, comparados aqueles que permanecem mais tempo em pé. Outro estudo realizado nos Estados Unidos, estimou que a redução do tempo em que ficamos sentados para algo em torno de 3 horas por dia, aumentaria a expectativa de vida média em 2 anos.


STANDING DESKS PODE AUMENTAR A NOSSA SATISFAÇÃO NO TRABALHO


É bem provável que se você odeia o seu trabalho, uma "standing desk", não irá transformar (o seu trabalho) no melhor emprego do mundo, muito menos o seu chefe no "cara mais legal da cidade", porem, pode ser que usar este tipo de mesa, o torne menos propenso a se "jogar pela janela do escritório".


O fato é que o pequeno aumento dos movimentos do corpo, quando trabalhamos em pé, comparado a mesma atividade exercida sentado, faz com que pequenas doses de endorfina, sejam liberadas na corrente sanguínea ao longo do dia. Logo, quanto mais você se move, mais endorfinas são liberadas. Mais endorfina = mais felicidade. Quem (assim como eu), acha que a melhor parte da academia, é quando vamos embora dela, sabe do que estou falando.


USAR UMA STANDING DESK, AUMENTA A CRIATIVIDADE




Quem aqui já conseguiu resolver alguma questão que estava "travando" o trabalho, durante uma caminhada? Inclusive, é de conhecimento público que o "reverenciado" fundador da Apple (Steve Jobs), gostava de fazer reuniões caminhando pelo entorno do campus da Apple.


O fato, é que nossos cérebros tendem a funcionar melhor quando estamos em um estado ativo. Logo esse aumento da função cerebral, pode nos ajudar na formulação de ideias, bem como melhorar a comunicação entre os colegas.


Se você já ficou "preso" em um problema, e saiu do escritório para dar uma volta e "espairecer", sabe do que estou falando. Mudanças de cenário e pequenos movimentos, estimulam o aumento das funções cerebrais.


MAS QUANTO TEMPO EU DEVO PERMANECER EM PÉ NO ESCRITÓRIO?


Realmente ficar o dia todo em pé, pode ser bem cansativo, os vendedores de loja que nos digam. Mas ficar o dia todo sentado, também não é a coisa mais saudável do mundo. Então, quanto tempo devemos dedicar a cada posição?


Recomenda-se que você fique em pé por uma hora a cada duas horas sentado, para obter a maioria dos benefícios de uma "standing desk". Isso porque, permanecer em pé durante 8 horas, pode trazer outros malefícios. A ideia principal por trás das mesas com ajuste de altura, é promover a alternância de posição, e não de ficar o tempo todo em pé.


Logo, se você tem um jornada de trabalho de 8 horas, pode ter como meta, ficar entre 3 a 4 horas na posição em pé. Essa primeira hora, pode ser entre a chegada e a hora do almoço. Assim você poderia almoçar, e dar uma volta. As horas restantes, poderiam ser no meio da tarde, entre 15h e 16h. Não sei quanto à você, mas normalmente estes são os horários em que me sinto menos produtivo e inquieto, quando permaneço 8 horas ininterruptas sentado.


Outra opção seria dividir em intervalos de 30 minutos, alternando entre ficar sentado e em pé. Nesse caso, o uso de um despertador pode ajudar. Ou melhor ainda, uma mesa com ajuste elétrico e com sistema de programação de horário e altura (para cada usuário) garantindo o ajuste correto automaticamente.




É RUIM USAR UMA STANDING DESK O DIA TODO?


Usar uma mesa com ajuste de altura na posição em pé o dia todo não é aconselhável (para o usuário, a mesa não se importa com isso...rsrsrs...). O fato é que o dia de trabalho ideal, é uma mistura entre a posição sentada e em pé. Inclusive, vale lembrar que alternar a posição entre sentado e em pé, não nos isenta de ajustar corretamente a nossa cadeira. Inclusive temos várias postagens aqui no site, sobre como ajustar adequadamente a cadeira, dá um passada por lá, depois de ler este post!


O principal objetivo de uma "standing desk", é alternar a posição, nos colocando no "modo ativo", se você permanecer parado o dia todo, seja sentado, seja em pé, pode acabar desenvolvendo outros problemas, como dores no pescoço, e nas costas.


É por isso, que recomendamos uma hora em pé, para cada duas horas sentado. Lembrando que a ideia de uma "standing desk", é incentivar o movimento, e não ficar o dia todo em pé. Se este fosse o caso, uma mesa do tipo bancada alta, já seria o suficiente, e não é este o caso.


É SAUDÁVEL USAR UMA STANDING DESK?


Com base em todas as pesquisas recentes, a resposta é um "sonoro" sim! Devido aos pequenos ganhos de saúde em diferentes áreas, bem como a melhora da atividade neural, associado a perda de peso, o uso de standing desks, demonstrou ser extremamente benéfico para seus usuários. A ideia principal, é fazer o nosso corpo se mover e evitar hábitos sedentários.


As standing desks, são ótimas para facilitar tudo isso, porem, tente integrar alguns exercícios na sua rotina, além de ficar em pé no trabalho. E claro, coma de forma saudável e durma bem também.


STANDING DESKS MELHORAM A NOSSA POSTURA?


Uma das vantagens das standing desks, é que elas reduzem a nossa predisposição a ficarmos com uma postura desleixada ao final do dia. Ficar em pé, ativa alguns músculos ligados ao equilíbrio, que você não estaria usando sentado em uma cadeira. Assim, nos momentos em que você precisa estar sentado, ter ficado em pé por alguns períodos do dia, te ajuda a "quebrar" o relaxamento estático, melhorando a sua postura geral.


DEVO COMPRAR UMA STANDING DESK?


Bom, para obter essa resposta, você precisa avaliar se os benefícios desse tipo de mesa valem para você, bem como o tempo em que você permanece sentado no trabalho, etc... O fato, é que de modo geral, se você deseja uma rotina um pouco mais saudável e ativa, a resposta é sim, você deve obter uma "standing desk", pois os benefícios serão maiores que o seu investimento.


MAS AS STANDING DESKS SÃO TUDO ISSO MESMO?




Bem, isso depende das suas expectativas, afinal de contas, esse tipo de mesa não vai fazer milagres por você. E não custa lembrar que estamos falando de mesas, e não de aparelhos de ginástica, tudo bem?


O fato, é que standing desks promovem atividades e movimento gerando pequenos benefícios ao longo do tempo. No entanto, apesar de pequenos, vale lembrar que a maioria de nós está preso em um trabalho que ocupa 8 horas (ou mais) do nosso dia, ao longo de 5 dias da semana, durante boa parte da nossa vida ativa. Parece muito tempo, não é mesmo? Então, porque não tornar todo esse tempo um pouco mais saudável. Afinal de contas, pequenos benefícios aplicados ao longo de muito tempo, trarão grandes resultados no final.


EM RESUMO


Espero que com essa postagem, você tenha um boa ideia do que uma "standing desk" pode (e o que ela não pode) fazer pela sua saúde. Se esse tipo de mesa é a coisa mais excitante da década, e vai revolucionar os escritórios ao redor do mundo, eu já não sei.


Porem, eu acredito que os resultados acumulados ao longo do tempo, podem ser bem significativos, e talvez o seu "eu do futuro", agradeça o seu "eu do presente", por ter adotado uma standing desk na sua vida profissional.


Da minha parte, estou bem feliz em ter "agrupado" todas essas pesquisas neste post, e ajudar os leitores a entender um pouco sobre este tipo de mesa.


P.S.: Quem me conhece, sabe que não sou o maior adepto de anglicismos, porem nas minhas pesquisas, ainda não encontrei um nome legal em "PT-BR", para este tipo de mesa. E a tradução literal também não é muito legal, afinal de contas, somos nós que ficamos em pé, e não a mesa. Mas se você, assim como eu, se incomoda com nomes em inglês, me dá uma ajuda e coloca nos comentários qual seria um nome bacana para esse tipo de mesa. Vamos aproveitar a introdução deste produto no mercado, para ditar a moda!




Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page