top of page
  • Foto do escritorOpusflex

Como montar um escritório, no interior?


Imagem de um escritório, com vista para área verde
Escritório com vista


Nesta semana o IBGE divulgou, como parte do resultado do Censo 2020 (realizado com atraso, por conta da pandemia), o total da população Brasileira, bem como a sua distribuição geográfica nas cidades. Desse resultado, dois pontos chamaram muita atenção: O primeiro, é de que o crescimento da população foi muito menor do que o esperado. Mas o fato que mais chamou a minha atenção, foi o aumento da população nas cidades do interior do pais, em detrimento da redução (ou estabilização), nas capitais. Não me cabe aqui, teorizar sobre os motivos deste fenômeno, até porque, os especialistas ainda estão debruçados sobre os dados, para entender melhor, o que motivou tal movimento, que pode ser desde uma busca por melhor qualidade de vida, patrocinada pelo trabalho remoto, passando pelo trânsito e violência dos grandes centros.


Deixando um pouco de lado, o motivo, focando mais no fato em si, bem como nos impactos dessas mudanças, resolvi compartilhar com vocês, um pouco da minha experiência nos inúmeros projetos de escritório, que participei nas grandes, médias e pequenas cidades do interior de São Paulo.


É claro que nem todas as cidades do interior são iguais, apesar da imagem (estereotipada e excessivamente bucólica), que muitos residentes das grandes capitais, têm do interior do país, as cidades do interior, podem sim ter como base da sua economia, atividades rurais, muitas outras, são fortemente industriais, e em alguns casos, podendo ser até polos de serviço, geralmente incentivados pela instalação de algum grande campus universitário, ou mesmo centros tecnológicos. Dessa forma, cada cidade terá uma característica econômica, que por sua vez irá interferir na dinâmica do local, e consequentemente na sua arquitetura e planejamento urbano.


Outro ponto a ser considerado, é a densidade demográfica de cada local, visto que temos cidades menores com uma população na casa de dezenas de milhares, até cidades com população na casa de milhões, que as colocam no mesmo patamar de grandes capitais.


Isto posto, separei alguns itens que considero cruciais, para serem levados em consideração, ao conceber um projeto de escritório, a ser instalado em cidades do interior:


01- Pesquise o contexto:


Antes de iniciar qualquer projeto, realize uma pesquisa detalhada sobre a cidade em questão. Compreenda a cultura local, o clima, o estilo de vida e as demandas econômicas para projetar um escritório adequado.


02- Espaços flexíveis:


Dependendo o tamanho da economia e do tamanho da população do local, a necessidade de área locável da cidade, pode ser baixa, por conta disso, nem sempre é interessante construir espaços extremamente especializados em determinados segmentos, por exemplo, pode ser que a cidade não comporte um prédio inteiro de escritórios, nem um shopping center, mas quem sabe um shopping center, com um andar de escritórios, pode ser uma boa pedida. Os escritórios para cidades menores precisam ser flexíveis para se adaptarem a diferentes tipos de negócios. Considere projetar espaços que possam ser facilmente modificados ou reconfigurados conforme necessário, para acomodar empresas de diferentes tamanhos e setores. Talvez um prédio, somente para instalação de clínicas médicas, tenha mais salas do que médicos em toda a cidade. Mas é claro que isso não é um regra, pois como eu disse anteriormente, algumas cidades podem comportar esse número de salas, ou até mesmo, serem polos regionais de algum segmento econômico. Então, pesquise bastante.


03- Infraestrutura tecnológica:


Um dos subprodutos do recente aumento do trabalho remoto, foi a melhora da infraestrutura tecnológica nas cidades do interior, no entanto, não pense que você irá encontrar uma internet via fibra ótica em qualquer esquina, muito menos internet móvel 5G em qualquer lugar. Para ser sincero, até mesmo sinal de celular em qualquer localidade, não é algo tão comum, como em grandes centros, visto que, por conta das maiores distâncias a serem cobertas pelas operadoras, nem sempre o “retorno percapita” cobre os custos de expansão da estrutura tecnológica nas cidades do interior. Portanto, certifique-se de fornecer uma infraestrutura de tecnologia adequada, incluindo acesso à internet de alta velocidade e conexões estáveis. Isso é especialmente importante nas cidades do interior, onde pode haver limitações de infraestrutura.


04- Integração com a comunidade:


É claro que neste post, estou me referindo ao projeto arquitetônico, mas no fundo, a integração serve para todos os aspectos de convivência com o espaço e comunidade. Procure sempre, parcerias com arquitetos, empreiteiros e fornecedores locais. Fazendo isso, você conseguirá minimizar os impactos no entorno do empreendimento, ao mesmo tempo em que fortalece a integração com a comunidade local. Considere a possibilidade de utilizar materiais locais e elementos arquitetônicos que reflitam a identidade da cidade. Além disso, estabelecer parcerias com empresas locais pode ser benéfico para ambas as partes.


05- Espaços verdes e iluminação natural:


Ao contrário dos grandes centros urbanos, onde saímos de casa (muitas vezes, quando ainda está escuro), entramos dentro de um trem, que anda debaixo da terra (metro, para os íntimos), depois passamos horas dentro de um escritório, sem saber como está o clima lá fora, nas cidades do interior, isso (ainda bem), não é algo normal. Por isso, aproveite os benefícios do ambiente natural disponível nas cidades do interior. Inclua espaços verdes, jardins ou pátios internos para proporcionar um ambiente agradável e melhorar a qualidade de vida dos funcionários. Além disso, maximize a entrada de luz natural nos espaços de trabalho, o que pode contribuir para o bem-estar e a produtividade.


06- Estacionamento e acessibilidade:


Considere que fora das capitais, há uma menor disponibilidade de transporte coletivo, seja no número de linhas, modais, quantidade e frequência. Por conta disso, há uma tendência de maior uso de transporte individual. Verifique se há espaço suficiente para estacionamento próximo ao escritório. Muitas vezes, as cidades do interior têm menos restrições em relação a estacionamentos em comparação com áreas urbanas mais densas. Além disso, garanta que o escritório seja acessível a todas as pessoas, considerando rampas, elevadores e banheiros adaptados. Dependendo do tamanho do seu empreendimento, considere a possibilidade de dialogar com as autoridades locais, na busca de soluções conjuntas de acessibilidade, e deslocamentos das pessoas. Até porque, a receptividade das autoridades, é muito maior, fora dos centros urbanos, que enxergam os empreendimentos, como “parceiros” da cidade.


07- Sustentabilidade:


Sempre leve em consideração, que o impacto relativo de um grande empreendimento em uma cidade menor, é muito mais relevante em uma cidade pequena, do que este mesmo empreendimento representaria dentro de um grande centro urbano. Afinal de contas, a maioria dessas cidades, não está preparada para um grande impacto na sua infraestrutura de água, esgoto, eletricidade e vias de acesso, no curto espaço de tempo, que um grande empreendimento, pode causar dentro da cidade. Portanto, promova práticas sustentáveis no projeto do escritório, como o uso eficiente de energia, a utilização de materiais eco-friendly e a implementação de sistemas de reciclagem. Essas iniciativas podem ter um impacto positivo no meio ambiente e na percepção da empresa pela comunidade local. E novamente, dependendo do porte do empreendimento, dialogue com as autoridades locais.


08- Convivência:


Durante o projeto, é importante observar a cultura e dinâmica do local. Porem, isso vale também, para o dia a dia do empreendimento, mesmo depois de pronto, dessa forma, implemente no seu projeto, espaços que incentivem a interação entre os funcionários projetando espaços de convivência, como áreas de descanso, cafeterias ou salas de reunião informais. Isso ajuda a criar um ambiente de trabalho mais colaborativo e a fortalecer o espírito de equipe.


E por fim, se você está com planos de trazer sua empresa para o interior de São Paulo, saiba que você pode contar com a Opusflex para adquirir o seu mobiliário para escritório, com quem já atua nessa região a mais de uma década.




Σχόλια


bottom of page